• Ju Ferreira

Toda mulher é uma malabarista

Atualizado: 16 de Mai de 2020


Concilia, como tal, muitas dessas esferas: trabalho, carreira, estudo, capacitação profissional, família, marido, esposa, busca de um relacionamento, filhos, ter ou não ter filhos, trânsito, cuidar da casa, ser feminina, se sentir bem, estar bonita, hormônios malucos, pressões da sociedade, feminismo, ter que lidar com o machismo, padrões impossíveis da sociedade.... ufa! A mulher sempre tem que gerenciar uma combinação desses (ou de outros) temas. São mais coisas do que os malabaristas normais conseguem lidar.


Mas esses superpoderes ou habilidades acima do normal não parecem provocar particular assombro ou mesmo admiração por parte das outras pessoas. Parece “normal” e até “esperado” que as mulheres deem conta de tudo. E se uma mulher deixa algo cair, vem logo a cobrança.


Ela pode vir de dentro, na forma de culpa: “ah, não acredito que eu esqueci de comprar um presente para o sobrinho”, “puxa, não consegui nem ajudar meu filho com a tarefa da escola”, “nossa, cheguei em casa tão cansada que não tenho um pingo de disposição para o sexo”, “não estava tão preparada para aquela reunião quanto poderia estar!” – são tantos os exemplos possíveis!! Só quem já viveu esse ciclo do remorso sabe do que eu estou falando; há uma tonelada de auto cobrança na vida de cada mulher. A exigência também pode vir de fora, na forma de crítica – velada ou explícita.


Acontece que os malabaristas só controlam as coisas no ar por um período curtinho; já as mulheres.... Têm que lidar com tudo ao mesmo tempo o tempo todo!!


Assim, é normal que, de vez em quando, a gente deixe alguma coisa cair... Então não se cobre tanto, faça o seu melhor, mas se lembre de que você é humana!


E, se precisar de ajuda para fortalecer as suas habilidades de malabarista ou mesmo para lidar com o mundo ao seu redor (com todas as suas expectativas!) – conte comigo!

Vem com a Alquimia Pessoal!

2 visualizações0 comentário